O Regional Sul

maio 18, 2024

Biblioteca de escola de Armazém é revitalizada por acadêmica do Unibave

A biblioteca da Escola Municipal Antonio Diomário da Rosa, localizada no bairro de Santa Terezinha, em Armazém, ganhou um espaço de leitura e revitalização neste semestre. O trabalho de organização foi feito pela acadêmica da 7ª fase do curso de Pedagogia do Centro Universitário Barriga Verde (Unibave), Andresa Silveira Garcia.

A atividade foi durante a disciplina de Estágio de Gestão Escola e levou, aproximadamente, dois meses para ser concluída. A acadêmica, que tem 21 anos, observou o estado de conservação do espaço da biblioteca, que vinha sendo utilizado quase como um depósito. “Como eu já trabalho no local, vi que a Escola estava precisando”, comentou a estudante.

De início, ela pensou em fazer só uma organização. Depois, na montagem do projeto, já pensou em fazer móveis. A escola recebeu a doação do Sicob de R$ 2 mil, destinados para melhorias, e a diretora, Dirlei Aparecida Verona, confiou o recurso à acadêmica. Ela comprou madeira tratada, verniz, tinta, pincel e materiais de decoração e pôs mãos-a-obra.

Não foi necessário adquirir mais livros, mas sim uma organização geral no espaço, para permitir o acesso dos alunos. Para a mão de obra, ela contou com voluntários, como os amigos e o pai, seu João Garcia. Os alunos da instituição organizaram e classificaram o acervo de livros. As prateleiras foram numeradas e nomeadas, móveis novos como mesa e até um baú foram confeccionados. ”No baú, foram guardados os mapas corporais, do Brasil e o mapa mundi, que ainda poderá ser usado como banco”, sugere.

O local ainda ganhou doações, como almofadas e um tapete, doado pela mãe da estudante, Rosane Silveira Garcia. Agora é possível que visitantes possam sentar no chão para ler. “Foi uma experiência muito valiosa. Gostei bastante”, afirma a acadêmica que lembra que a escola já vem recebendo várias respostas de como ficou bom o local, inclusive já sendo utilizada pelos alunos, que vem ajudando a manter o local organizado.

Conforme o professor que orientou o estágio, Alcionê Damasio Cardoso, o trabalho foi muito bom e valeu a pena. “Deu vida àquilo que mais necessitava na escola. Serve para chamar atenção ao que o gestor precisa pensar na escola no dia a dia”, avalia.

 

 

 

Fonte: Sul in Foco

Relacionados