O Regional Sul

abril 14, 2024

Jorginho Mello vai manter escolas cívico-militares em SC

Após a decisão do Governo Federal de interromper a continuidade do Pecim (Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares) em 2024, o Governo de Santa Catarina anunciou que irá manter as atividades das escolas nesse modelo no Estado. Atualmente, a Secretaria de Estado da Educação (SED) estuda a continuidade do programa com recursos próprios, inclusive com mudança de nomenclatura.

A rede estadual de Santa Catarina tem hoje nove escolas ligadas ao Pecim (Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares) localizadas em diversas regiões do estado  que atendem mais de cinco mil alunos. As mudanças estão previstas para o próximo ano e o funcionamento das unidades não terá mudanças até o final do ano letivo.

“Nós sabemos do desejo das famílias catarinenses e dos estudantes em continuar com esse modelo por conta da qualidade da educação aliada à disciplina. Por isso, vamos continuar com nossas escolas nesse modelo e estamos estudando diversas melhorias”, destacou o governador Jorginho Mello.

Neste modelo, há profissionais de educação e de segurança. Os profissionais da segurança fornecem suporte nas ações de combate à evasão escolar, no projeto valores, nas questões administrativas da escola. Os militares também atuam no apoio à gestão escolar e à gestão educacional, enquanto professores e demais profissionais da educação são responsáveis pelo trabalho pedagógico.

 

 

 

Fonte: RCN Online

Relacionados